QUAL O NOSSO OBJETIVO?

 

Esta plataforma digital, na sua primeira fase, é constituída por um corpus de textos literários brasileiros e portugueses que têm a paisagem como elo. Possibilita ao usuário a imersão na cultura múltipla de língua portuguesa, sobretudo a partir do diálogo entre as literaturas portuguesa e brasileira, do século XVI (quando o Brasil passou a existir como espaço ocupado pelos portugueses, reconhecidamente pioneiros do processo de globalização) ao século XXI,  em que tanto se discute a recepção do texto literário, a memória dos lugares, o patrimônio cultural, a vivência espacial e a prática turística. A paisagem, como eixo temático  principal dessa base, propicia não só infinitas relações entre as duas literaturas como também a abordagem de outros tópicos fundamentais das culturas de língua portuguesa. O suporte teórico e crítico considera  especialmente os estudos de paisagem perspectivados pela crítica literária mais recente, crítica de arte, filosofia (fenomenologia), antropologia, sociologia, geografias humana e cultural, além de estudos turísticos na contemporaneidade.

 

A partir do tópico da paisagem, pretende-se assim a abordagem multidisciplinar de certas linhas de investigação que envolvem, na compreensão atual das culturas de língua portuguesa, as tensões da visualidade, as experiências do espaço natural e vivido (subjetividade e figurações da paisagem) e a preservação da memória cultural (abordagens históricas e geográficas dos espaços naturais e urbanos, percursos ficcionais e articulações turísticas contemporâneas). De futuro, também serão incluídas “páginas” sobre obras literárias dos países africanos de língua portuguesa, completando-se esse variado mapa de culturas.

 

Esta plataforma tornou-se possível, inicialmente, com o forte apoio da Fundação Calouste Gulbenkian , Lisboa, Portugal (Projetos Investigação Língua Cultura Portuguesa 2016) e com a parceria constante do Real Gabinete Português de Leitura, instituição centenária, de perfil marcadamente luso-brasileiro, localizado no Rio de Janeiro, Brasil, no qual está sediado o Polo de Pesquisas Luso-Brasileiras – PPLB, com sua equipe multidisciplinar que integra este projeto. Com espaço virtual já consolidado na Web  e com rico acervo literário, o RGPL fornece grande parte da bibliografia necessária a esta base de dados alimentada continuamente por “páginas” que tratam de obras em prosa e em verso de autores brasileiros e portugueses. O objetivo principal é possibilitar ou renovar o contato com esses textos cujos excertos são comentados na sua relação com a paisagem a partir do entrecruzamento de fios de interpretação e análise que focalizam questões literárias, históricas, geográficas e turísticas. A partir de novembro de 2018, este projeto passou a contar com o apoio da Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro – FAPERJ , com ênfase na abordagem paisagística de duas cidades incontornáveis do mundo de língua portuguesa: Rio de Janeiro e Lisboa.

 

Desejamos extrapolar o espaço universitário para alcançar leitores interessados em conhecer de forma mais ativa as literaturas de língua portuguesa, mas, especialmente, gostaríamos que os alunos e professores do ensino fundamental e médio, mesmo universitário, seja no Brasil, seja em Portugal, ou nos países africanos de língua portuguesa, encontrassem, nesta base, motivos de leitura e de discussão, real incentivo para atividades criativas e de formação prazerosa de leitores, por meio da percepção mais visual de diversas obras literárias de língua portuguesa. O acesso livre de usuários oriundos de diferentes regiões do mundo a esta base de “páginas / paisagens em movimento” possibilita uma forma de conhecer e divulgar obras literárias sem barreiras cronológicas e geográficas, privilegiando a paisagem como operador de imaginários: basta lembrar do mar, em Portugal; do sertão, das praias e das florestas, a “tropicalidade”, no Brasil. Seu desenvolvimento on line e manutenção contínua provocam os leitores a conhecerem diferentes autores e podem  estimular outros agentes culturais a buscarem percursos inovadores para maior divulgação das literaturas de língua portuguesa. Além disso, a base de dados tem configuração interdisciplinar, extensão ilimitada e conta com a colaboração graciosa de diversos especialistas e jovens pesquisadores (mestrandos, doutorandos e graduandos bolsistas) nacionais e internacionais para a elaboração de páginas sedutoras que certamente provocarão o interesse de cada internauta visitante.

projeto